Mensagens Virtuais Dia do AMIGOEu amo meus AmigosAmigos para sempre
Mensagem Favorita

O verdadeiro sentido do Natal 1

Nota 1Nota 2
Nota 3Nota 4
Nota 5Nota 6
Nota 7Nota 8
Nota 9Nota 10
Categoria: Religiosa
Views: 67199
Envios: 489

O verdadeiro sentido do Natal
Estamos no período do Natal e quase todo mundo o comemora das mais variadas formas. A grande maioria utiliza-se desta data para um profundo consumismo, em que a troca de presentes é o mais comum, e um período de reencontros familiares. Infelizmente, tem se desvirtuado muito o que podemos chamar de “O verdadeiro sentido do Natal”, a saber, o nascimento de Jesus Cristo.



Poderíamos gastar muito do nosso tempo falando dos erros cometidos por muitas pessoas que permitem esse acontecimento, especialmente, por ser esta uma data que envolve, fortemente, as famílias, onde todos trocam presentes entre si. Colocamos dentro das nossas casas  uma quantidade de coisas que, na verdade, nada tem a ver com o propósito do  nascimento de Cristo; Sua humildade, Sua renúncia, Seu valor de vida em colocar a vondade do Seu pai em primeiro lugar em Seu coração. A vida de Jesus foi marcada por valores que a cada dia estão mais distantes do coração do homem.



É extraordinário como a figura do chamado “Papai Noel”, vestido de vermelho, disposto a entregar presentes as pressas com suas renas, ocupou, nas mentes das pessoas, o lugar do Menino deitado numa manjedoura, sem muitos benifícios, em um lugar desprovido de qualquer conforto necessário para o Seu nascimento.



Na verdade, José e Maria encontrariam também nos dias de hoje dificuldades para o nascimento de Jesus, só que não seria, propriamente, as maternidades, mas eu digo que seria difícil Jesus encontrar lugar nos corações, que estão cheios de outra comemoração que se resume em festa, comidas especias, Shoppings, presentes, viagens, confraternizações. Aliás, com tanta concorrência, Jesus ainda teria que arranjar ou dividir o Seu lugar com a celebridade Noel, ou Sr.Nicolau ou Santa Claus.



Bem, Jesus superaria tudo isso, porque já faz muito tempo que Ele não ocupa o primeiro lugar nos corações de muitas pessoas que estão embriagadas com os valores errôneos deste sistema doentio e pecaminoso. Com certeza, Ele esperaria a atenção das pessoas, e nada faria com que Seu amor pela humanidade silenciasse.



Eu, como pastor, muitas vezes sou convidado para certas comemorações que não têm o  sentido de glorificar ao Senhor, mas as pessoas acreditam que elas precisam de uma oração, um momento espiritual que possa aliviar suas mentes na esperança que fizeram algo de santo para um Deus desconhecido. Isso me faz ver que é próprio do coração do homem tentar abrandar a ira dos deuses com os mais diversos rituais, isso por não terem, como já disse, um conhecimento do verdadeiro Deus de amor.



O Apóstolo Paulo faz menção desta realidade dizendo: “Encontrei um altar a um deus desconhecido” (Atos 17:22-31). Os Atenienses tinham altares para todo tipo de deuses. Eles eram considerados religiosos, queriam agradar a todos os tipos de deuses que, em suas crenças, eram existentes. Eu creio que não é diferente hoje, em um tempo que, se você que ser bem visto e recebido, precisa estar fazendo todo tipo de conjetura para, de forma ecumênica, não desagradar a ninguém, o que torna vergonhoso o tipo de cristianismo que tem sido expresso por muitos nesta época, que não honram sequer o próprio sentido da palavra “Cristianismo”.



Estamos na hora de pôr em prática o verdadeiro Cristianismo , o qual tem poder de transformar o homem e trazê-lo de volta aos verdadeiros valores da Palavra de Deus. Eu vejo muitas pessoas sofrendo no presente por terem feito concessões com as obras das trevas no passado, o que na época era justificado com declarações “Isso não tem nada haver”.



O Natal é com certeza uma maravilhosa data para ser comemorada, sem certas preocupações polêmicas, como discussões religiosas a respeito da data exata e outras coisas que, sem dúvida, têm o seu valor como pesquisa e exatidões científicas, mas que não são necessárias dentro do contexto da comemoração em si. Porém, esta data tem que ser relembrada com propósitos verdadeiros e não fantasiosos e de único interesse de lucro próprio.



Jesus nasceu e Ele deve ser o centro total da nossa atenção. Não foi o tal “Papai Noel” que nasceu para trazer luz e salvação ao mundo. Sem negar a existência do Sr.Noel, mas, hoje, ele fantasiosamente parece estar em todos os lugares, que na verdade nada mais é do que um grande roubo de identidade, pois muitas pessoas se fazem passar por ele, escondendo-se com vestimentas de cor vemelha e disfarçados com uma grande barba branca, e uma toca esquisita, ensinando as crianças que ele é doador de paz e de presentes, os quais na verdade são comprados pelos adultos. Tudo isso é visto como algo muito sem peso, aliás a mentira hoje está cada vez mais praticada, especialmente,  quando se trata de benefício próprio. Aqui, não quero deixar apenas uma crítica, mas uma chamada de atenção aos princípios da Palavra que são dignas desta atenção.



O Natal é o nascimento de Jesus, chamado de Emanuel que siginifica “Deus Conosco”. Um acontecimento do qual o Profeta Isaías fez menção dizendo: Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel” (Is 7:14).



Também, ele mesmo segue dizendo: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz” (Is 9:6).



Esta palavra foi cumprida e está registrada nos Evangelhos das Sagradas Escrituras. O escritor Lucas, doutor e Apóstolo de Jesus, faz o seguinte relato: “Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim. Então, disse Maria ao anjo: Como será isto, pois não tenho relação com homem algum? Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus” (Lc 1:30-35).



É extraordinária a declaração registrada no próximo capítulo, quando Lucas fala do dia em que os pais de Jesus sobem ao Templo em Jerusalém para proceder com o ato da consagração. A Bíblia diz que havia um homem chamado Simeão, considerado “homem justo e piedoso, que esperava a consolação de Israel”. A Bíblia diz que ele foi ao Templo movido pelo Espírito exatamente neste dia. Ele tinha uma promessa da parte de Deus de que não morreria sem primeiro ver O Cristo, O Senhor.



Ele, tomando Jesus nos braços disse: Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra; porque os meus olhos já viram a tua salvação, a qual preparaste diante de todos os povos: luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo de Israel” (Lc 2:29-32).



Eu gosto muito dos detalhes descritos neste texto, pois revela a sensibilidade de Simeão em compreender o verdadeiro sentido do nascimento de Jesus.Ele diz: “os meus olhos Já viram a tua Salvação”.



 Jesus nasceu para estabelecer o caminho de retorno do homem com Deus, que estava separado por causa dos seus pecados.



Precisamos abrir os nossos corações como fez Simeão, recebendo por revelação do Espírito Santo a verdadeira identidade do menino Jesus. Que neste Natal, o Espírito Santo possa brilhar nos corações,  trazendo a Luz da Sua Glória, revelando a esperança que verdadeiramente está somente em Jesus, O Cristo de Deus.



 

Feliz Verdadeiro Natal com Jesus


imagem
Imprimir
Publicação:2006-12-27
Nota:6,89/10, com 394 votos.
  • Enviar
  • Editar
Enviar por ORKUT
Remetente
Destinatário
Agenda
Recado Pessoal
Enviar em: / /
Alianças
Carregando...